19 de maio de 2009

O lado brilhante dos meus alunos



Quando gastei seis horas pra preparar uma prova mega elaborada para o segundo ano, pensei que tinha perdido meu tempo. Não podia desonrar minha palavra: se falei que ia cair o Dark Side of the Moon entre logarítimos e exponenciais, o Dark Side of the Moon entre logarítimos e exponenciais cairia.

Mas a prova em si tinha ficado difícil. Não foi só a questão sobre o disco, que afinal era extra, que ficou elaborada. Será que eles iriam chegar até o fim e responder minha querida questão?

E quando o Zé me perguntou "qual é a resposta certa?", danou tudo. Eu não sabia exatamente o que seria uma resposta certa para algo tão amplo. Não sabia o que esperar. Não sabia se eles perderiam tempo com isso.

E eles perderam! Ou melhor, ganharam.

A vida não é previsível e às vezes me parece uma grande besteira se preocupar com o que virá. Me diverti muito com as respostas. Dos trinta e dois alunos, quatorze deram respostas boas, sete deram respostas quase boas, dois escreveram coisas desconexas e apenas oito nem tentaram.

Não houve correlação entre respostas boas e notas finais boas. O que mostra que esta questão extra ajudou a melhorar a nota de gente que não foi tão bem na matemática, mas se esforçou para respondê-la.

Alguns alunos me autorizaram a publicar suas respostas.

Exemplos de respostas boas, que conquistaram o ponto completo:

Para resolvermos um problema matemático, passamos por várias fases, como a lua. Primeiro analisamos os problemas (que no caso seria o lado escuro) até chegarmos ao final, a conclusão do problema (que seria quando a Lua se ilumina), ou seja, primeiro passamos pela fase sombria de um problema matemático até chegar à luz, que é a resolução.

Letícia, 2,5. Muito criativa.


Relacionei o lado escuro da Lua (aquilo que é desconhecido) com a incógnita das contas que fazemos. Um processo onde a idéia principal é descobrir o desconhecido. Essa idéia da divisão das cores é como se de um lado eles jogassem a vida (luz branca) e o disco, as músicas e os músicos separassem a vida em partes como o amor, a morte e etc... (você esqueceu do dinheiro)...
Que bosta, faltou tempo, mas valeu! Nunca tinha percebido e olhado este cd por este lado que você mostrou. Pra mim era só uma capa idiota!!!

Gabriel, 10,0. Guitarrista e nota dez em todas as minhas provas. Se não respondesse, apanhava.

E de respostas que não pontuaram, mas fugiram por caminhos criativos:

Meu caro professor, além de minha idéia sobre esse disco ser indecifrável, incalculável, indefinido, ou seja, não teria uma resposta lógica. Mas como está na prova vou colocar uma visão que não acho coerente, mas me bonificará com um ponto. A figura da capa está relacionada à síntese, que ao passar pelo prisma a luz se expande provocando assim um aumento em seu tamanho e permite a visibilidade de algumas cores, porque a síntese consiste em juntar várias informações para obter novas. Ou seja, após ouvir o álbum você abrirá sua mente para novas idéias e novas maneiras de ver a vida com outros olhos.

Henrique, 2,5. Apesar da criatividade, ganhar um ponto não justivica abrir mão do que acreditamos. Meio ponto para o enrolão.


O lado escuro da vida e o problema matemático são coisas que um dia alguém irá desvendar e entender. Enquanto isso eu fico de recuperação de matemática.

Laura, 2,0. Disse que eu sou o professor que ela mais gosta, "mas quando começo a falar dessas coisas, dá um sooooono". Recuperação.


E pra finalizar, uma grande reflexão sobre educação vinda de pessoas que não têm nada a ver com a área. Ou têm?

We don't need no education
We dont need no thought control
No dark sarcasm in the classroom
Teachers leave them kids alone
Hey! Teachers! Leave them kids alone!
All in all it's just another brick in the wall.
All in all you're just another brick in the wall.

11 comentários:

Rakal D'Addio disse...

Tambara, meu querido, a Laura merece dois e meio. Não, três. Me fez rir e tenho certeza que te fez também.

tessie27 disse...

Concordo!!! Ah vá... bom humor merece mais ponto!! Adorei a resposta da Laura! rs

E pro guitarrista, parabéns! Putz... fiquei curiosa... ele bem que poderia ter escrito um pouquinho mais... Ainda assim, excelente encadeamento de idéias!

Se eu fosse professora de escola, eu diria parabéns aos que responderam com certo empenho, pontuando ou não... mas isso, tem quem entenda só depois de formado.

goitaca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
goitaca disse...

Eu gostaria muito de saber quem acessa seu blog da Nova Zelandia, India e China.

Flor do Horizontee. disse...

gostei.
pena que não tive paciência para ler tooodo aquele texto,


(:

meandros disse...

É o tipo de prova que o aluno não vai esquecer nunca. Nem mesmo (talvez principalmente) os que deixaram a questão em branco.

Sueto disse...

1)A Laura merece 3, concordo.
2)Quem acessa o blog da Índia ou da Nova Zelândia eu não faço idéia. Mas quem acessa das Filipinas você já sabe, né?
3)Você já começou a trabalhar ou continua só dando aulas?
4)Almoço com o generoso amigo Walter no dia..... ?

A.A.A.A. (Aquele Abraço Apertado Atrás)

hahahahahahaha

DiF Lolis disse...

porra a laura merece ficar de recu mesmo!!
e eu merecia um ponto, colei a melhor resposta a que contradiz a sua ideia!!!!
hAUhauhhAUuah

Nat disse...

gente a resposta da laura foi a melhor ahhahahahaha, eu ri muito!!!!!
beijaaao professor :*

izabella disse...

a laura é uma celebridade aqui ;]

Marcel Jabbour disse...

Quem sabe o que seria de mim se algum dos meus professores de matémática tivesse sido um rockeiro?

Provavelmente eu saberia um pouco mais do que somar e subtrair...